Páginas

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Til



Através da tecla, enviei
De lá, ela perguntou o que era
Eu disse ‘til’, sorrindo
Se fez poema, em nada
Como se faz querer em qualquer palavra

2 comentários:

  1. Poema sensacional!
    O ato poético em estado puro...
    Abraços, bons caminhos...

    ResponderExcluir
  2. olá! agradeço muito o comentário. (= abraços!

    ResponderExcluir